Link Permanente

lo pior del eco es que dice las mismas barbaridades o pior do eco é dizer as mesmas barbaridades las plantas oyen si uno las linsonjea se hincham de verde as plantas olham… Continuar lendo

Cantando al sol…

Tantas veces me mataron, tantas veces me morí, sin embargo estoy aquí resucitando Gracias doy a la desgracia y a la mano con puñal porque me mató tan mal y seguí cantando Cantando… Continuar lendo

Mario Benedetti

Chau número tres Te dejo con tu vida tu trabajo tu gente con tus puestas de sol y tus amaneceres.   Sembrando tu confianza te dejo junto al mundo derrotando imposibles segura sin… Continuar lendo

retirado do blogspot sempreacrescer

A lenda da Fénix A fénix, o mais belo de todos os animais fabulosos, simbolizava a esperança e a continuidade da vida após a morte. Revestida de penas vermelhas e douradas, as cores… Continuar lendo

FENIX

sê Fênix. Usufrui do direito quem tens ao sofrimento real, ele é teu e único. Necessário. Mas lembra-te, a vida segue inexoravelmente seu curso. Atropela os incautos, deslumbra os afoitos, premia os justos… Continuar lendo

Link Permanente

brecho de dezembro 07 – veja as fotos do mini brecho do religare

Link Permanente

Perde o gato

Carlos Drummond de Andrade Um jornal é lido por muita gente, em muitos lugares; o que ele diz precisa interessar, senão a todos, pelo menos a um certo número de pessoas. Mas o… Continuar lendo

A UM AUSENTE

. Tenho razão de sentir saudade, tenho razão de te acusar. Houve um pacto implícito que rompeste e sem te despedires foste embora. Detonaste o pacto. Detonaste a vida geral, a comum aquiescência… Continuar lendo

Ferreira Gullar e a poesia necessária – Izacyl Guimarães Ferreira

Homenagem aos 75 anos do poeta ( setembro de 2005 ) Há poetas cuja obra constitui um mundo pessoal, fechado em si mesmo, seja pelos assuntos – memórias, sentimentos, flagrantes – seja pela… Continuar lendo